23 novembro 2012



"O peixe é uma curva de vento 
Um risco no ar que guarda o silêncio" 

" e do uno se faz corpo, realidade
que os sentidos acarinham 
E a memória guarda"

vê o peixe que se desdobra 
para além das baias e das falas 
outra vez se tornar um 
no cardume que corre pela Luz 
E acolhe 

            al 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Maria do Céu