08 dezembro 2013

A Tua Palavra ilumina os meus passos


da Conferência de Nicoletta Crosti na Fundação Betânia - Setembro 2008

Sentavas-te ali connosco numa roda de Amizade
discorrendo sobre a Palavra com sabedoria e graça. 
Às vezes desconcertante... 
Sempre interpeladora.
Olhar meigo, sorriso cativante, 
o gesto atento 
e o argumento perspicaz.
O que aprendemos contigo! 
O que aprendemos contigo?
Agora há esta memória que o vazio não apaga e nos leva a dizer:
Obrigada para sempre Querida Nicoletta!

2 comentários:


  1. Cantai a seiva que sobe das raízes,
    O arado do tempo cortando o nevoeiro;
    Cantai a vida que sangra e incendeia,
    Vós todos que lavrais a terra, tecelões e pedreiros

    Entrai na força escondida do desejo,
    Domadores de cavalos, aguadeiros,
    Pois vossas mãos acenderam candeias
    E vossos olhos alumiaram a noite

    Trazei à taça da vida nova que se anuncia
    Os trapos velhos das dores enterradas;
    Joalheiros de dedos magoados,
    Vós todos que esperais o parto das sementes

    Assinalai a pedra onde caístes
    E a madeira em que vos crucificaram:
    Porque há música nos ritos da tortura
    Que canta o dia novo que não tarda

    Enquanto não sabemos o caminho,
    Cantemos já o dom de caminhar;
    Se estamos juntos não teremos medo:
    Alguém no invisível nos espera

    Plantemos flores à beira do abismo
    Há-de haver no deserto um lugar de água
    Alguém que nos chame pelo nome
    E nos acolhe ao termo da viagem.

    José Augusto Mourão
    - O Nome e a Forma

    ResponderEliminar
  2. Mensagem enviada pela Amiga Isabel de Castro:

    A imagem de Betânia com a marca incrustada da ausência de Nicoletta é de tal modo forte que o Vento nos traz as suas palavras.
    Nicoletta Crosti fazia-nos assistir à metamorfose da sua silhueta etérea, passando às palavras graníticas e iluminadas encontradas na busca do Encontro.

    Imagem feliz em "Ouvido do Vento", palavras sentidas e bonitas da Maria do Céu.

    Isabel de Castro

    ResponderEliminar

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Maria do Céu