19 novembro 2012



O Peixe guarda o silêncio

Uma fita de aço 
nadando no espaço verde 

Fio golpeado em fogo 
ondula tranquilo 
na leveza do toque 
É música intemporal 

O peixe é uma curva de vento 
Um risco no ar que guarda o silêncio 

O olhar que atravessa o peixe 
sente-o habitado pelo tempo 
como a brisa suave 
Sinal que persiste e convida 


Sem comentários:

Enviar um comentário

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Maria do Céu