01 fevereiro 2020

Amizade – a surpresa que permanece

“Não sei se, com excepção da sabedoria, os deuses outorgaram ao homem algo melhor que a amizade.” De Amicicia. Cícero,  séc I AC 
Jesus e o seu Amigo (Ícones de Bose)

 Num tempo em que as comunidades se estabelecem preferencialmente em redes virtuais, em que muita gente experimenta relacionamentos de geometria variável, em que a comunicação é vertiginosa, proveniente de entidades com interesses pouco transparentes, muitas vezes baseada em informações manipuladas, onde o conhecimento se torna difícil de processar e somos constantemente solicitados à mudança de paradigma… Quais são as nossas âncoras? O que permanece? 
 Temos momentos excepcionais em que fazemos opções que dão sabor e sentido à vida. Contudo, na maior parte dos nossos dias, a rotina diária não nos leva a lado nenhum. No final o que permanece, aquilo a que podemos apegar-nos nas horas difíceis e o que consentimos a nós mesmos com alegria são as relações que estabelecemos com outras pessoas. (...)

Sem comentários:

Publicar um comentário

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Administração do Ouvido do Vento