05 maio 2013

Em que consiste a minha fé?

Na fé, o crente entrevê a fonte que dá sentido à sua existência inteira.
Luciano Manicardi. in Viver uma fé adulta. Ed. Paulinas. 2012

Querendo assinalar o quinquagésimo aniversário do Concílio Vaticano II, o então Papa Bento XVI propôs à Igreja universal o Ano da Fé, iniciado em 11 Outubro 2012.

O Ano da Fé deveria congregar os esforços de todas as comunidades eclesiais e servir de incentivo para um aprofundamento comunitário sobre o conteúdo da fé cristã e para aperfeiçoar e tornar mais credível o testemunho dos cristãos, nos seus contextos quotidianos bem como nas diferentes instâncias do espaço público do mundo contemporâneo.

(...) 
Orongo - Ilha de Páscoa. Chile.2006 - © Corbis (RF)

A fé, qualquer que ela seja, é inseparável da consciência individual e do foro íntimo de cada um, do sentido de vida e das escolhas que, ao longo dos dias e dos anos, vamos fazendo. Não é, nem apólice de seguro, nem carta de marinhagem, definida uma vez por todas. Nada tem de estático ou adquirido definitivamente, por tradição cultural ou herança familiar.
 

(...)

A fé cristã é um acto de liberdade, que, uma vez assumido, em espírito e verdade, dita os parâmetros da escolha dos objectivos nucleadores do ser (o horizonte que permite chegar à unificação interior) e dos caminhos disponíveis para os atingir. Por isso, a fé cristã verdadeira traduz-se, necessariamente, em obras que anunciam (e antecipam!) o Reino de Deus.

(...)

Sem comentários:

Enviar um comentário

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Maria do Céu