27 abril 2012

Altruísmo em vez de avidez.
Para uma economia solidária e ecológica.

São cada vez mais numerosas e oriundas de vários quadrantes as vozes que se erguem para denunciar a extensão e a profundidade da crise sistémica que afecta a Humanidade nestes primeiros anos do milénio e põe em causa os fundamentos e as instituições que estiveram na base da civilização ocidental.

Sem subestimar as suas causas económicas e financeiras, reconhece-se que a crise tem também raízes de ordem antropológica e espiritual. É uma crise de valores e de sentido de vida.

A Declaração de Avalon foi subscrita por um conjunto de entidades na sequência de um Fórum sobre Economia e Espiritualidade, realizado em Setembro último na Universidade budista Rimay Nalanda e teve o patrocínio de Edgar Morin e Pierre Rabi.

Na Declaração resumem-se as manifestações da crise e as suas causas e propõem-se caminhos para uma economia solidária e ecológica.

Duas ideias-chave serviram de leit motive ao Forum: Altruísmo em vez de avidez e Para uma economia solidária e ecológica.

O texto da declaração pode consultar-se aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Maria do Céu