12 fevereiro 2008

Vida com sucesso é vida unificada

"L'homme est né avec plusieurs facettes.
Sa vie s'achève avec succès s'il meurt unifié."


Este poema de Paul Valéry foi-me enviado por uma amiga esta manhã. Partilho-o agora convosco porque ele traduz bem a profundidade do desafio com que nos deparamos cada dia frente às múltiplas solicitações que o quotidiano nos faz.
Unificar a vida a partir das suas múltiplas facetas é uma tarefa que dá grandeza e singularidade a cada ser humano. É uma construção de toda uma vida.
É, por outro lado, uma condição de harmonia que dá sentido ao nosso feixe de relações (comigo mesma, com os outros, com as coisas, com Deus). Por isso tinha razão a minha amiga ao associar o poema à vocação da Fundação Betânia.
O poema levou-me também a revisitar o escrito do mês e dei comigo a pensar: não será que boa parte da atitude de "zanga" e "crispação" que lavra como epidemia na nossa sociedade não decorre de algum défice de unificação interior? Fica a interrogação.
Resta-me agradecer à Maria José Melo Antunes o pretexto para este desafo pois foi dela a iniciativa de me enviar o poema.

Sem comentários:

Enviar um comentário

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Maria do Céu