01 novembro 2016

A urgente gramática do “nós”

UDN © Christine Kristof-Lardet
Um mundo novo perfila-se no horizonte, mas ainda não aprendemos a colocar-nos nele, a compreendê-lo perfeitamente e a dominá-lo. Esta aventura que nos é tocada em sorte precisa de uma nova gramática, de uma bússola que nos oriente. - Marco Impagliazzo (Comunidade de Santo Egídio)

Mesmo as pessoas menos informadas vão tendo consciência de que vivemos num mundo em profunda e acelerada mudança e que esta comporta grandes ameaças e suscita enorme perplexidade face ao nosso futuro comum.
(...)
A gramática do “nós” não é uma expressão de retórica ou um princípio de moral meramente indicativo. Se tomada a sério, como se impõe, há-de influenciar o nosso olhar sobre a realidade, os nossos critérios sobre o justo e o injusto, as nossas opções de estilo de vida ou de compromisso com a prossecução do bem comum. É essa a nova matriz cultural necessária que permitirá o surgimento de instituições renovadas à altura dos desafios a enfrentar neste nosso tempo de mudança epocal. (...)

 [ texto integral
Imagem:  "l’Université du Nous" UDN » - © Christine Kristof-Lardet »
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Maria do Céu