15 abril 2012

Os Casamentos Mistos são Interditos

O episódio narrado neste capítulo parece alheio ao ciclo dos patriarcas.
Provavelmente não faria parte das tradições de Jacob, visto que aqui o patriarca é uma figura monótona e passiva. Pensa-se que seria a corrente sacerdotal do pós-exílio a querer inscrever a narrativa para sublinhar com força que os casamentos mistos (hebreus/pagãos) (Esdra 9,1-2 e 10-15) não eram aceites já desde o tempo dos patriarcas. A nova comunidade do pós-exílio, para evitar o sincretismo religioso, queria que os hebreus recuperassem a dimensão “santa” do povo hebraico, que o distinguia e separava de todos os outros povos e não permitia então o tornar-se um só povo (vv. 16 e 22) com os pagãos . Veja-se Dt 7,2-3.6.:
não farás com eles qualquer aliança… não te tornarás seu parente… tu de facto és um povo santo… o Senhor teu Deus escolheu-te para que sejas um povo especialmente seu entre todos os povos que existem sobre a terra.” 
(...)
 Nicoletta Crosti,
Os Casamentos Mistos são Interditos
Génesis, capítulo 34

Sem comentários:

Enviar um comentário

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Maria do Céu