01 junho 2009

Valorizar o sentido da justiça

Já te foi revelado o que o Senhor requer de ti: nada mais do que praticares a justiça, amares a lealdade e caminhares humildemente diante do teu Deus.

Miqueias, 6,8

(...)

Na euforia de um crescimento económico ilimitado e de uma crescente idolatria do dinheiro e da ambição de progresso material, foi-se degradando o sentido de justiça.

O cenário de crise, que diariamente nos é exibido, longe de nos trazer o pânico, deve mover-nos a uma reflexão séria sobre os seus fundamentos e mobilizar as nossas energias e criatividade para ir ao encontro das oportunidades de construção do futuro. Estas passam, necessariamente, pela maior valorização do sentido de justiça e sua concretização em comportamentos individuais e institucionais que a respeitem.

São de louvar todas as iniciativas que se vêm multiplicando no sentido de minimizar as consequências negativas da crise, através de acções de solidariedade com as vítimas. Todavia, estas não nos podem dispensar de procurar ver mais longe e de ir ao encontro de soluções que sejam portadoras de uma efectiva e duradoura justiça, alicerce indispensável da democracia.

(...)

Valorizar o sentido da justiça é tarefa de todos e, em particular, dos crentes que se inspiram na tradição judaico-cristã.

[ Texto integral ]

Imagem: The Window - Nelson Mandela - série I "My Robben Island", 2003

1 comentário:

  1. Venho sempre aqui ler os seus posts e parece-me sempre difícil comentar. Está tudo tão "na mouche"...
    Também costumo visitar o site e gostaria de conhecer o local físico. Quem sabe um dia tomo coragem, como agora.
    :)
    Parabéns!
    Continue.
    Glória Morgado
    gmorgado@gmnail.com

    ResponderEliminar

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Maria do Céu