13 outubro 2007

Homenagem a John Main

O espaço de Betânia tem, desde hoje, mais uma árvore - um promissor hibisco vermelho.
O facto fica a dever-se à comunidade de meditação cristã que, deste modo, quis celebrar a vida de John Main, o fundador da Comunidade mundial de meditação cristã, presentemente com grupos em vários países.
A árvore é bem o símbolo de uma vida humana. Precisa de raízes fortes e terra boa para crescer. Tem a marca do tempo - seus ritmos e estações. É singular e única dentro da sua espécie.
E, depois, como escreve Herman Hesse: "As árvores são sagradas, quem sabe ouvi-las descobre a verdade".
Tem todo o sentido celebrar uma vida plantando uma árvore.
Manuela

1 comentário:

  1. Parabéns!
    Deve ter sido um momento de grande Beleza que só o coração consegue guardar.

    Enquanto esperamos pela reportagem fotográfica, podemos espreitar um hibisco vermelho...

    * este comentário foi editado[ct]

    ResponderEliminar

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Maria do Céu