01 outubro 2013

O Agir Nasce da Fonte

O que no fundo me falta é ver claro em mim mesmo, saber o que hei-de fazer e não o que hei-de conhecer, excepto na medida em que o conhecimento deve preceder a acção. Trata-se de compreender o meu destino, descobrir aquilo que Deus no fundo quer de mim, encontrar uma verdade que seja tal para mim, encontrar a ideia pela qual possa viver e morrer. - Sören Kierkegaard
(...)
Hoje, habitamos num mundo em que abunda a informação e em que se multiplicam as análises sobre os mais variados acontecimentos e situações, científicas umas, de senso comum outras. Por todas elas, querendo ou não, consciente ou inconscientemente, nos deixamos influenciar.

Water from merced river cascading over rocks-
Charmian Vistaunet [RF]

É grande o risco de que um tal excesso de informação nos venha a anestesiar e a neutralizar a acção, sob a capa de uma excessiva complexidade dos desafios a enfrentar ou de uma hipervalorização das pretensas responsabilidades alheias na resolução dos problemas que afligem, hoje, a Humanidade (os Governos, os políticos, as chefias aos vários níveis, os líderes religiosos,…).

Muitas pessoas se deixam enlear na dúvida: que devo fazer? que posso fazer?
(...)

Sem comentários:

Enviar um comentário

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Maria do Céu