15 outubro 2013

AS ÚLTIMAS PLALAVRAS DO ÚLTIMO PATRIARCA Génesis, capítulo 49

Neste capítulo é relatada a morte de Jacob em terra estrangeira, no Egipto. Seguindo a mentalidade da época, o narrador põe na boca do velho Jacob, moribundo, os oráculos/ juízos sobre a história futura dos seus filhos, ligando-os assim com a história de Israel na Palestina. Na verdade, os filhos de Jacob tomam o nome das tribos hebraicas tornando-se, assim, os fundadores da tribo homónima, e o povo hebraico será formado pelas doze tribos. A lista das tribos é mais antiga daquilo que aparece em Números c. 26 (onde a tribo de Levi não possuía a terra de acordo com a vontade de Adonai) ou Deuteronómio c. 33 (onde Simeão se foi, Ruben está em perigo, Judá em dificuldade). O conjunto é muito desarmónico e a antiguidade de cada frase é diferente. O futuro histórico das tribos será a realização das profecias do fundador.


v.1-2 . Juntai-vos ... juntai-vos e escutai. A tendência à dispersão, e a perda da sua própria identidade enquanto povo juntamente com a de não escutar com o coração as palavras que vêm de Adonai através dos seus profetas, serão as duas grandes tentações de Israel durante a sua história de quase 3.000 anos. É por isso que Jacob é tão peremptório.
(...)

Nicoletta Crosti,
AS ÚLTIMAS PLALAVRAS DO ÚLTIMO PATRIARCA
Génesis, capítulo 49

Sem comentários:

Enviar um comentário

A publicação de comentários está sujeita a moderação.
Maria do Céu